Autora: Elizabete Possidente

Foi aprovado no Senado em 28 de junho de 2022 o PL 425/19 do deputado federal Fred Costa que institui a Semana Nacional de Conscientização do Transtorno de Déficit de Atenção (TDAH).

A cada ano na semana que abrange a data de 1 de agosto será promovida informações sobre o diagnóstico, quadro clínico e tratamento do TDAH.

O TDAH é um distúrbio neurobiológico do desenvolvimento que abrange sintomas de desatenção, impulsividade e hiperatividade. São sintomas que podem se perdurar por toda a vida e se manifestam de formas distintas nas diferentes fases do indivíduo.

É de grande relevância a população ser conscientizada sobre o TDAH que causa prejuízo na vida por estar   abaixo do seu potencial psicopedagógico. Assim como desmitificar que para se ter TDAH precisa ser uma pessoa com muitas repetências escolares e com isso, diversas crianças e adultos ficam sem tratamento. Pessoas podem levar uma vida normal, mas tem o seu potencial reduzido ou necessitam de um esforço muito maior do que é esperado para manter o seu padrão de exigência.

Por falta de conhecimento há um crescente preconceito em torno da patologia TDAH pelos profissionais de saúde, pais, professores e pela maioria da população. Eu mesma já ouvi de pais que ouviram que os seus filhos não poderiam ter   TDAH porque passavam de ano ou por serem obedientes. Assim como pacientes adultos tratados por TDAH que foram questionados no diagnóstico por terem formação de nível superior. Essas pessoas desinformadas desconhecem que se esses pacientes com TDAH quando recebem o tratamento adequado alcançam qualidade de vida e atingem o seu potencial máximo.

Muitas pessoas famosas pelo mundo comentam sobre o seu TDAH, como o objetivo de conscientizar a todos sobre o tema, como o atleta  Michael Phelps.

Agora a proposição aguarda a sanção presidencial para se tornar lei.

Publicado por Elizabete Possidente

Formou -se em Medicina em 1994. Foi médica residente do Instituto de Psiquiatria da UFRJ de 1995 a 1996. Defendeu Mestrado em 1997 a 1999 pelo Departamento de Psiquiatria do Instituto de Psiquiatria da UFRJ. Durante muitos anos foi supervisora de Psiquiatria pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro. Foi médica perita em Psiquiatria no Manicômio Heitor Carrilho pela Vara de Execuções Penais da Secretaria Estadual de Justiça. Foi médica Psiquiatra e perita em Psiquiatria pelo Ministério da Defesa no Hospital Central do Exército e pela Auditoria Militar. Foi médica Psiquiatra e chefe do serviço de Saúde Mental da Policlínica Newton Alves Cardoso. Tem diversos artigos publicados em revistas médicas. Diversos trabalhos publicados em congressos nacionais e internacionais. Está sempre se atualizando e participando de eventos médicos nacionais e internacionais em Psiquiatria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: