Crianças e adolescentes com TDAH têm risco 3 vezes maior de realizarem bullying com outros e 10 vezes mais chance de serem vítimas de bullying de acordo com pesquisa sueca de 2008. Nessa pesquisa chamada “Bullying and ADHD in 10-year-olds in a Swedish Community” foi demostrado que meninas são mais frequentemente vítimas de bullying e menos relacionadas a causar o bullying em relação aos rapazes.

Crianças portadores de TDAH ou comportamento opositor-agressivo tendem a reagir e atacar mais do que os demais. Elas também têm mais dificuldades com socialização e entendimento de relações sociais.

Outras crianças com deficiências intelectuais ou Transtorno de Espectro Autista (TEA) são consideradas do tipo “passivas”, tornando-as mais vulneráveis ao bullying.

O bullying pode causar efeitos seríssimos e deletérios. Algumas vítimas podem vir a se tornar “bullies” (praticantes), criando um ciclo interminável de maldades. Tanto as vítimas quando os praticamente de bullying tentem a abandonar a escola, ter dificuldades sociais e são mais prováveis de se envolver com cigarros, álcool ou drogas. Já foi reportado que bullies possuem 4 vezes maior envolvimento em comportamentos criminosos quando adultos jovens.

A vítima muitas vezes desenvolve baixa autoestima, ansiedade e depressão. Sua insegurança, medo e culpa são intensificados. Eles tendem a evitar ir para escola, desenvolver problemas de concentração, obter menor rendimento escolar e preferir a solidão. O bullying persistente pode levar a automutilação e depressão severa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: