Autora: Elizabete Possidente

Nesse artigo cito os principais mitos envolvidos com o tema suicídio e que prejudicam as pessoas buscarem ou serem levadas ao tratamento médico adequado.

  • Se eu perguntar sobre o suicídio, poderei induzir o paciente a isso.    
  • Pessoas que sempre falam que vão se matar, fazem isso para chamar a atenção apenas.
  • Quem quer se matar, faz e não fala. 
  • Se alguém sobrevive à tentativa de suicídio é sinal de que vai ficar tudo bem.
  • Criança não se mata.
  • Quem quer se matar fica triste o tempo todo.
  • Quem se mata é diferente de quem fica só tentando.
  • Nunca vi um caso de suicídio. Acho que nunca vai acontecer próximo a mim.
  • Pessoas religiosas não se matam.
  • Pessoas inteligentes não se matam.
  • Uma vez suicida, sempre suicida, independente do que faço a ele para ajuda -lo.
  • Dificuldades econômicas que levam a uma pessoa a suicídio, se não tem, não cometerá suicídio.
  • Suicídio é coisa de rico, pobre não tem tempo para isso.
  • Suicídio é para pessoas desempregadas, se tem um bom emprego, não cometerá.
  • Quem tenta suicídio é porque não amadureceu ainda, o tempo vai resolver.

Logo, a importância de divulgar informações corretas sobre o Suicídio. A Campanha do Setembro Amarelo criado em 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) tem como objetivo levar informações para aumentar o conhecimento que é essencial para a prevenção de novos casos, conforme descontróis esses mitos.

Publicado por Elizabete Possidente

Formou -se em Medicina em 1994. Foi médica residente do Instituto de Psiquiatria da UFRJ de 1995 a 1996. Defendeu Mestrado em 1997 a 1999 pelo Departamento de Psiquiatria do Instituto de Psiquiatria da UFRJ. Durante muitos anos foi supervisora de Psiquiatria pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro. Foi médica perita em Psiquiatria no Manicômio Heitor Carrilho pela Vara de Execuções Penais da Secretaria Estadual de Justiça. Foi médica Psiquiatra e perita em Psiquiatria pelo Ministério da Defesa no Hospital Central do Exército e pela Auditoria Militar. Foi médica Psiquiatra e chefe do serviço de Saúde Mental da Policlínica Newton Alves Cardoso. Tem diversos artigos publicados em revistas médicas. Diversos trabalhos publicados em congressos nacionais e internacionais. Está sempre se atualizando e participando de eventos médicos nacionais e internacionais em Psiquiatria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: