Autora: Elizabete Possidente e Giuliana Possidente

A compulsão alimentar é um transtorno que pode ser desafiador de lidar, mas existem algumas dicas que podem reduzir a compulsão alimentar.

Aqui estão algumas dicas que podem ser benéficas:

  • Identifique os gatilhos: tente identificar os gatilhos que levam à compulsão alimentar. Isso pode ser emoções negativas, como, ansiedade, estresse, tédio ou situações específicas, como estar sozinho em casa, assistir TV. Ao identificar os gatilhos, você pode tentar evitá-los ou desenvolver estratégias para lidar com eles.
  • Evite ficar faminto: aumente o número de refeições em menor quantidade ao longo do dia, comer de 3 em 3 horas.  
  • Planeje suas refeições: tente planejar suas refeições com antecedência quando está sem fome. Faça refeições com alimentos saudáveis e nutritivos para manter o nível de glicose no sangue estável.
  • Coma com atenção plena: preste atenção no que está comendo e saboreie cada mordida. Coma devagar e sem distração, permitindo que o seu cérebro registre que está comendo e o avise quando o corpo estiver satisfeito.
  • Coma no prato de sobremesa, quando você faz questão de repetir. É uma forma de repetir, mas se obrigar a comer menor quantidade.
  • Coma proteína e fibras em todas as refeições porque te deixará mais saciado por maior.
  • Hidratação adequada, lembrando que a meta deve ser de pelo menos 2 a 3 litros diários.
  • Escove os dentes logo após as refeições. Isso ajuda o seu cérebro registrar que já terminou uma refeição.
  • Exercite-se regularmente: o exercício pode ajudar a reduzir a ansiedade, o estresse e melhora humor, qualidade do sono e autoestima.
  • Durma bem: a falta de sono pode aumentar a compulsão alimentar por aumento do cortisol e consequentemente da insulina. Durma pelo menos 7 a 8 horas por noite e estabeleça uma rotina regular de sono.
  • Procure apoio com amigos e familiares. Explique sobre o transtorno compulsivo alimentar e peça ajuda. Eles precisam ser um aliado e, não serem sabotadores no seu quadro.   
  • Procure ajuda profissional para identificar as causas da sua compulsão alimentar e desenvolver estratégias para controlá-las.

Publicado por Elizabete Possidente

Formou -se em Medicina em 1994. Foi médica residente do Instituto de Psiquiatria da UFRJ de 1995 a 1996. Defendeu Mestrado em 1997 a 1999 pelo Departamento de Psiquiatria do Instituto de Psiquiatria da UFRJ. Durante muitos anos foi supervisora de Psiquiatria pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro. Foi médica perita em Psiquiatria no Manicômio Heitor Carrilho pela Vara de Execuções Penais da Secretaria Estadual de Justiça. Foi médica Psiquiatra e perita em Psiquiatria pelo Ministério da Defesa no Hospital Central do Exército e pela Auditoria Militar. Foi médica Psiquiatra e chefe do serviço de Saúde Mental da Policlínica Newton Alves Cardoso. Tem diversos artigos publicados em revistas médicas. Diversos trabalhos publicados em congressos nacionais e internacionais. Está sempre se atualizando e participando de eventos médicos nacionais e internacionais em Psiquiatria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: